Confira 6 investimentos no exterior que realmente valem a pena

Powered by Rock Convert

O investimento em títulos e ações é uma prática promissora e vantajosa, que traz uma variada gama de oportunidades. Essa atividade vem ganhando popularidade em todo o mundo. Por sua vez, no Brasil, esse negócio tem despertado o interesse dos brasileiros e começa a ganhar mais força, principalmente nos últimos anos.

Um dos principais motivos pelos quais o investimento no exterior ainda não seja tão popular pelos brasileiros talvez seja a falta de informações substanciais sobre o assunto. Muitos sequer conhecem essa modalidade de aplicação. E isso pode ser justificado pelo fato de o comportamento dos brasileiros ser mais conservador. Além disso, esse cuidado é totalmente compreensível. Afinal, aplicar o dinheiro em títulos é uma prática que requer conhecimento prévio sobre o assunto.

A maioria dos investidores no Brasil prefere concentrar seu capital em ativos locais, além de não ser estabelecida a devida diversificação do risco país. Ademais, os títulos de renda fixa e as ações brasileiras sofrem o impacto direto dos efeitos da inflação — desvalorização do real, risco político etc. Assim, sempre que o cenário econômico estiver instável, essas aplicações serão afetadas de forma negativa.

Diante disso, o investimento no exterior é uma excelente opção para diminuir os riscos e evitar esse efeito.

Está interessado em aumentar os seus ganhos? Que tal começar a dar os primeiros passos rumo ao investimento no mercado financeiro internacional?

Este artigo vai apresentar um conteúdo completo sobre o tema investimentos no exterior. Desse modo, você vai entender as principais questões envolvendo o assunto e vai conhecer os motivos pelos quais essa é uma prática positiva e vantajosa. Acompanhe a leitura!

Vale mesmo a pena investir no exterior?

Não faltam motivos positivos para investir em outros países. Você vai conhecer, a seguir, as principais vantagens que demonstram que o investimento em ativos no exterior é uma atividade muito próspera e benéfica. Confira!

Investimento em uma moeda forte

O real é uma moeda pouco valorizada perante outras, como o dólar e o euro. Desse modo, investir em outras moedas é uma maneira de preservar o seu capital contra as oscilações de mercado e as futuras incertezas da economia.

Afinal, sempre a Bolsa de Valores tem um mau desempenho, o dólar começa a subir e a ficar “mais caro”, enquanto o real despenca de valor e se torna mais barato perante a moeda norte-americana. Assim, uma das soluções para preservar o seu dinheiro e evitar a desvalorização do real é investir em uma moeda estrangeira.

Proteção contra a inflação

A preservação do capital consiste na garantia do poder de compra de um investimento a médio e longo prazo. Esse cuidado é essencial dentro de cenários econômicos que apresentam histórico de eras com aumento da inflação, fato que acaba minando o seu dinheiro, uma vez que o dinheiro vai valendo menos a cada dia.

Para se ter uma ideia da importância desse fator, vamos trazer um dado alarmante. Nos últimos 20 anos, a inflação ao consumidor nos Estados Unidos sofreu um aumento de 53%. Enquanto isso, no Brasil esse índice subiu 250%! Isso significa que houve a retirada de cinco vezes o poder de compra do consumidor brasileiro em comparação com o do norte-americano. Logo, o dólar conquistou um poder de preservação de capital muito superior ao investimento em reais.

Assim, quando uma pessoa se torna investidora a nível global, isso significa que ela precisa se preocupar diretamente com a taxa de câmbio, ou seja, o valor relativo da nossa moeda perante as outras.

Diversificação

A diversificação abrange diversos elementos, como geográfica, cambial, classes de investimentos não tradicionais, rentabilidade etc.

Diversificação geográfica

As plataformas voltadas para o investimento no mercado internacional permitem que a pessoa tenha a possibilidade de ser exposta ao mundo de investimentos de forma global. Nesse sentido, o investidor pode adquirir ações globais via ADRs — recibos de ações estrangeiras que são emitidos nos Estados Unidos para a negociação em bolsa.

Assim, o investidor tem a capacidade de negociar ativos de qualquer país; por exemplo, as empresas alemãs (Porsche, BMW, entre outras) que são uma grande referência no mercado de montagem de automóveis ou, então, as empresas japonesas de tecnologia (Sony, Toshiba etc.).

Diversificação da moeda

A plataforma internacional de investimentos permite o acesso a aplicações em vários tipos diferentes de moedas. Uma moeda diferente do real traz mais segurança e é importante quando o assunto é diversificação, principalmente nos casos de eventuais crises econômicas. Nesse sentido, além do dólar e do euro, moedas como o franco-suíço e o yen são fortes e estáveis.

Diversificação por classes de ativos pouco usuais

Essa diversificação se refere às modalidades de ativos não tradicionais que formam o cenário de investimentos no exterior. Isso dignifica ir além das aplicações convencionais do mercado financeiro. Por exemplo, nos Estados Unidos há vários outros ativos que são pouco explorados pelo mercado financeiro brasileiro, como ADRs, ETFs setoriais, Commodities, fundos de Private Equity.

A maior vantagem é adquirir ativos complementares à carteira tradicional de investimentos, com o principal intuito de diminuir os riscos e obter um retorno promissor. Logo, há grandes chances de bons retornos financeiros e a diminuição das perdas.

Quais são os melhores lugares para investir no exterior?

Alguns fatores fazem com que um local seja melhor para realizar investimentos. Mas, afinal, como saber qual é o melhor lugar para investir? Antes de tudo, é importante prestar atenção aos riscos políticos e econômicos de cada país, além da sua liquidez, qualidade dos ativos disponíveis e nível de capitalização.

Para isso, é preciso analisar diversos elementos, como: o mercado econômico, a valorização da moeda local, o direito de propriedade, inovação, tecnologia, impostos, tamanho do mercado, corrupção, os riscos etc.

Pensando nisso, você vai conseguir os países que apresentam as melhores condições e taxas mais atrativas para o investimento em ativos.

Estados Unidos

A economia mais potente do mundo certamente oferece segurança e boas opções de ativos para os investidores do mercado. Nesse sentido, a cidade de Orlando vem despontando no mercado com o seu elevado crescimento no setor imobiliário. As cidades na Flórida apresentam um ramo muito promissor para esse negócio. O elevado interesse de construtoras e de compradores interessados em adquirir imóveis no local tem contribuído para esse cenário positivo.

Alemanha

A Alemanha é considerada a economia mais forte de toda a União Europeia. O livre comércio na Europa e a forte interdependência têm contribuído para essa situação próspera. O país se destaca no setor industrial, principalmente na produção e montagem de peças de carros e nos setores farmacêutico e tecnológico.

Canadá

O Canadá é um dos maiores polos de tecnologia de todo o mundo. Muitas empresas estão instaladas no local. Inclusive, esse é um dos destinos preferidos dos brasileiros que têm formação em Tecnologia da Informação e desejam imigrar para viver em uma das maiores potências econômicas do globo.

Irlanda

Com a iminente saída do Reino Unido da União Europeia, muitas empresas da área da tecnologia têm voltado a sua atenção para a Irlanda. A localização estratégica e os reduzidos impostos cobrados do Governo são os principais fatores que levaram à escolha da Irlanda como uma das maiores apostas para o investimento.

Como fazer investimentos no exterior?

Você vai conhecer, a seguir, um passo a passo de como realizar investimentos em outro país de forma descomplicada. Além disso, vai saber quais são os benefícios que essa prática proporciona na sua vida financeira.

Conte com o apoio de especialistas no assunto

O investimento no exterior apresenta semelhanças com aquele que é realizado no Brasil. Nesse sentido, é necessário ter a ajuda de um profissional que tenha experiência no ramo e que domina os conhecimentos envolvendo esse setor. Desse modo, o ideal é ter o apoio de um especialista que seja autorizado e credenciado pela CVM (Comissão de Valores Mobiliários) para prestar auxílio aos consumidores.

Essa espécie de consultor financeiro conhece as principais estratégias, além de ter uma profunda experiência no mercado financeiro internacional — riscos inerentes de cada investimento, como aplicar o dinheiro, qual é o momento ideal etc.

Abra uma conta no exterior

Para abrir uma conta, é necessário escolher uma instituição financeira ou corretora. Nesse momento, é preciso observar alguns elementos, como:

  • custos de manutenção da conta;
  • investimentos disponíveis;
  • personalização da conta;
  • suporte oferecido;
  • situação dos mercados para fazer as aplicações.

Entretanto, também é possível fazer os investimentos sem que o investidor tenha uma conta bancária no exterior. Ou seja, ele pode usar somente a conta da corretora do Brasil para realizar a intermediação.

Escolha o tipo de investimento

É possível realizar vários tipos de investimentos no exterior. Você vai conhecer as principais modalidades no tópico a seguir.

Quais são os investimentos no exterior que mais valem a pena?

Vamos apresentar uma lista contendo alguns investimentos que apresentam uma retorno bastante favorável e, portanto, merecem toda a sua atenção.

1.Imóveis

O investimento imobiliário vem ganhando cada vez mais força, principalmente nos Estados Unidos. Nesse sentido, é importante verificar o sistema de tributação, a legislação aplicada, os modelos de compra etc. Também é necessário declarar o investimento para a Receita.

Por que não morar na Flórida? Quando o assunto são imóveis, Orlando se destaca como um dos locais mais promissores para esse tipo de investimento.

2.Ações

As ações oferecem um bom rendimento e taxas atraentes de administração. Elas sã uma boa opção para quem busca diversificar a carteira. Além disso, a grande vantagem é que o investidor tem a isenção de prestar satisfação sobre os aportes efetuados para o Banco Central e a Receita Federal. As ações mais escolhidas pelos brasileiros são aquelas pertencentes às empresas do Google, Microsoft e Disney, entre outras.

3.Fundos de investimento

O fundo de investimento é a aplicação que é formada pelo investimento do capital de vários investidores, ao mesmo tempo. Assim, cada pessoa vai receber a porcentagem referente ao valor que investiu. Desse modo, o dinheiro que foi aplicado no mercado internacional de um país com economia estável é dividido por meio de cotas pertencentes a cada investidor.

Os fundos de investimento nos Estados Unidos, por exemplo, apresentam chances de altos ganhos, principalmente devido à alta do dólar e aos resultados positivos da Bolsa norte-americana perante a Bolsa de Valores brasileira.

4.Corretoras

Trata-se de uma das formas mais tradicionais. Basta abrir a conta na corretora, efetuar a transferência de um valor e fazer as aplicações constantes na compra de ativos locais. É necessário declarar os valores investidos à Receita Federal.

5.Via Exchange

O investimento via Exchange Traded Fund (ETF) apresenta reduzidos custos, pouca burocracia, fácil acesso e uma ótima diversificação.

6.COE

O Certificado de Operações Estruturadas (COE) também proporciona uma boa diversificação na carteira de investimentos, ao mesmo tempo em que oferece baixos riscos. Além disso, ele mistura características da Renda Fixa e da Renda Variável, estabelecido dentro do mercado de derivativos e com retornos que levam em consideração elementos como câmbio e inflação.

Quais são os cuidados ao investir no exterior?

O investimento no exterior proporciona vantagens, mas existem riscos que envolvem essas aplicações financeiras, como a alta variação da taxa de câmbio.. Esse tipo de prática é ideal para quem tem objetivos e claros, já possui um patrimônio acumulado e deseja diversificar a carteira e adquirir novas fontes de rentabilidade.

O investimento no exterior é uma atividade promissora e que oferece muitos benefícios a médio e longo prazo. Entretanto, é preciso ter cautela e estudar melhor sobre o mercado financeiro antes de sair fazendo aplicações em qualquer ativo. Nesse sentido, nada melhor do que ter o apoio de um profissional qualificado para ajudá-lo nessa tarefa. Dessa maneira, será possível obter altos rendimentos e aumentar o seu patrimônio com segurança.

Além disso, não é um mecanismo tão complicado quanto pode parecer. Na verdade, trata-se de uma excelente oportunidade para investir o capital e ampliar seu patrimônio. Além disso, é a porta de entrada para as pessoas que desejam a tão sonhada independência financeira e querem viver apenas de rendimentos.

Este artigo foi útil? Você já começou a investir no exterior? Tem alguma dúvida sobre o assunto? Então, deixe um comentário abaixo!

Powered by Rock Convert

2 thoughts on “Confira 6 investimentos no exterior que realmente valem a pena

  1. Pingback: Confira as vantagens de contar com um corretor brasileiro em Orlando - Magic Florida Properties

  2. Pingback: Já ouviu falar no visto de investidor? Saiba quem pode solicitá-lo - Magic Florida Properties

Deixe uma resposta

×

Olá!

Clique no representante para falar via whatsapp.

× Olá, posso te ajudar?