Conheça os principais tipos de visto para os EUA!

Para viajar para os Estados Unidos, seja a estudos, trabalho ou turismo, Entretanto, esse documento, talvez um dos mais importantes para ir ao exterior, não é igual para todos. Há algumas características que variam de acordo com o objetivo e a duração da viagem. Você sabe quais são os principais tipos de visto para os EUA?

Independentemente de qual seja o seu caso, é importante se organizar com antecedência para fazer a solicitação correta. Lembre-se de que qualquer problema relacionado à documentação pode resultar em grandes transtornos na hora de entrar no país. É por isso que as normas devem ser rigorosamente seguidas. Contar com ajuda profissional, tanto para informação, quanto para auxílio na hora de escolher a hospedagem, é uma ótima forma de garantir sua entrada no país sem maiores problemas.

Enquanto isso, para você entender melhor, listamos abaixo as principais modalidades de visto para viajar aos EUA.

B1 – Visto de negócios e acadêmico

Feiras internacionais, exposições, assinatura de contratos… quem viaja aos EUA para realizar qualquer uma dessas atividades, ou outras relacionadas ao mundo corporativo, pode solicitar esse tipo de visto. Trabalhos voluntários, sejam eles relacionados a instituições religiosas ou de caridade, ou mesmo prestação de serviços e produtos brasileiros, também pressupõem a necessidade dessa modalidade.

Embora o visto para estudos seja o F1, pessoas que vão participar de conferências ou mesmo ministrar palestras e seminários devem solicitar o visto B1. Pesquisadores e estagiários da área médica também podem utilizá-lo, desde que não recebam remuneração por esses trabalhos. Para essas modalidades acadêmicas citadas, aplica-se o visto B1, nunca o F1.

B2 – Visto de turismo e tratamento médico

Pessoas que viajam com frequência costumam ter esse tipo de visto em seus passaportes. Para tirá-lo, basta preencher um formulário, pagar uma taxa e apresentar um passaporte com data de validade em dia e mais alguns documentos. Em alguns casos, a obtenção dessa categoria também demanda passar por uma entrevista.

Essa modalidade normalmente é válida por 10 anos e permite a permanência no país por no máximo 90 dias seguidos. Entre a solicitação e a concessão do visto, costuma decorrer um prazo que varia entre 20 e 25 dias, daí a necessidade de solicitar com antecedência.

F1 – Visto de estudante

Esse é o mais utilizado por estudantes que partem em intercâmbio para os EUA. Para quem vai estudar em escolas de idiomas, universidades, ou mesmo nível médio e fundamental (no caso de viagens em família), essa é a modalidade indicada. Ela permite a permanência legal no país pelo tempo de duração do curso escolhido.

Para fazer a solicitação, é necessário apresentar um comprovante de matrícula na escola em questão, representado por um formulário preenchido, mais conhecido como “Certidão de Elegibilidade”. A aquisição do visto se dá a partir do preenchimento desse documento.

L – Visto de trabalho temporário transferido

Há muitas pessoas que trabalham em empresas multinacionais com sede nos EUA. Algumas vezes, esses funcionários brasileiros são transferidos para o exterior para participação em atividades específicas ou mesmo de forma definitiva. Para a mudança de uma filial brasileira para a matriz no exterior, o visto exigido é o L1.

Nesses casos, a própria empresa pode auxiliar o funcionário na aquisição do documento. Para isso, entretanto, ele precisa ter nível de conhecimento qualificado ou específico, ocupar um cargo de gestão ou executivo e estar atuando formalmente na empresa há, no mínimo, um ano.

H – Visto de trabalho temporário

Diferente da categoria anterior, o visto tipo H destina-se a trabalhadores que são contratados diretamente por empresas dos EUA. Nesse caso, a instituição pode ter ou não filial no Brasil, já que o vínculo empregatício começa a valer a partir do momento que o funcionário embarca para o país e toma posse do seu cargo.

A empresa, por sua vez, precisará fazer uma petição de trabalho ao serviço de imigração americano e apresentar uma justificativa. Normalmente, quando uma situação como essa acontece, o empregador alega que não encontrou um profissional estadunidense tão bem qualificado quanto o estrangeiro contratado.

I – Visto de imprensa

Trata-se de um documento destinado às pessoas que trabalham na mídia, seja ela imprensa, cinema, televisão, rádio ou outros veículos relacionados. Repórteres, jornalistas e equipes de filmagem se classificam nessa categoria. A permanência concedida é equivalente ao prazo de duração da atuação desses profissionais no país.

Para isso, entretanto, a empresa de comunicação para a qual prestam serviços deve ter sede nos EUA e informar às autoridades qual será o evento no qual trabalharão, além de comprometer-se a fornecer notícias, informações e reportagens sobre fatos reais ocorridos.

R – Visto religioso

Há pessoas que precisam embarcar para os EUA para a realização de atividades religiosas. Entretanto, para ter acesso a esse visto, é necessário que o indivíduo em questão tenha sido membro de uma associação religiosa, seja ela no Brasil ou nos EUA. Também é importante que a mesma não tenha fins lucrativos em nenhum dos dois países.

Nesse caso, a entrada no país é permitida apenas para trabalhar na associação previamente apresentada e em âmbito religioso, lembrando sempre que tais instituições precisam ser reconhecidas.

Visto de família

Independentemente das modalidades acima, se você vai para os EUA acompanhado do seu cônjuge ou filhos, é possível solicitar visto também para eles. A única premissa é que vocês sejam formalmente casados no país de origem. Sendo assim, o visto concedido ao seu esposo ou esposa será igual ao seu, com os mesmos direitos.

Entretanto, caso o seu visto seja o de estudante, você poderá trabalhar, mas o seu acompanhante, não. Na hora de fazer a comprovação de renda, o valor declarado deve ser suficiente para sustentar as duas pessoas em território americano pelo tempo de permanência.

Entender como funcionam os principais tipos de visto para os EUA é uma forma de manter-se em dia com a lei e evitar problemas durante a sua permanência no país.

Se você está se preparando para viajar para os EUA, também será necessário começar a pensar na questão da hospedagem. Que tal entrar em contato conosco e conhecer nossos corretores especializados em venda e locação de imóveis nos EUA?

2 thoughts on “Conheça os principais tipos de visto para os EUA!

  1. Pingback: Aprenda o passo a passo para abrir uma conta bancária em Orlando - Magic Florida Properties

  2. Pingback: As 3 melhores praias da Flórida que você não pode deixar de visitar! - Magic Florida Properties

Deixe uma resposta

×

Olá!

Clique no representante para falar via whatsapp.

× Olá, posso te ajudar?